Freixiel, à descoberta da aldeia transmontana

Freixiel, à descoberta da aldeia transmontana

Nos recônditos do concelho de Vila Flor, no fundo de um vale envolvido pelas serras, permanece, desde os tempos pré-históricos, a aldeia de Freixiel.

O vale de Freixiel tem lugares emblemáticos que comprovam a passagem dos ancestrais, como é o caso da Necrópole do Salgueiral, o Castro, a fonte e o lagar romanos e as ruínas de uma Ponte Medieval.

Uma aldeia repleta de histórias, marcada pela passagem dos romanos, como comprova a Fonte Romana, às Invasões Francesas, que ainda hoje deixam marcas. A Rua Queimada guarda lembranças do incêndio que devastou grande parte de Freixiel e deixou casas em ruínas, durante as Invasões Francesas.

O Pelourinho e a Forca preservam ainda hoje a memória dos tempos da pena de morte, sendo considerados imóveis de interesse público. A igreja de Santa Maria Madalena, a Capela de Nossa Senhora do Rosário e os solares brasonados são também grandes marcos de património nacional.

Ao passear pelas ruelas de Freixiel, podemos observar casas antigas, feitas em granito, e uma paisagem rica em vinhas e olivais. Freixiel encontra-se na Região Demarcada do Douro e tem instalada uma adega, sala de provas de vinho do Douro e do vinho “Porto Caúnho”.

É ao contemplar a aldeia de Freixiel, acompanhados de um bom vinho do Douro, que os habitantes desta aldeia nos cativam com as suas histórias e estórias animadas e enigmáticas, que vão desde amores secretos, lutas e incestos familiares, a bem regados com o mosto das uvas. Nesta aldeia, revive-se o passado e procura-se manter de pé as raízes. Os laços familiares são preservados e valorizados pela astúcia, trabalho e dedicação que tiveram os ancestrais na luta para cuidar e cultivar os campos, as terras e todo o património da aldeia de Freixiel.

Visite Freixiel, deixe-se deslumbrar pelas bonitas paisagens do nordeste transmontano e fique connosco. Para reservas na Quinta do Palame ligue para o +351 96 283 99 66.